Outras Formações de Quartetos e Trios

Nem todas as igrejas conseguem facilmente entre os seus membros todos os naipes de voz para formarem um quarteto masculino ou um feminino. Há casos ainda em que são tão poucos os membros que não daria para formar nem um conjunto misto, quanto mais um coral. Comecemos por este último caso. Vocês sabiam que dá para formar um quarteto misto com apenas duas mulheres e dois homens? 1 soprano, 1 contralto, 1 tenor e 1 baixo. Se conseguirem 2 de cada ficaria melhor ainda e seria um conjunto misto. Em nossa página para corais vocês encontrarão uma amostra do nosso kit de ensaios para coral que é plenamente compatível com um quarteto misto ou conjunto como os que acabamos de descrever.

Existem outros caso mais complexos, mas que não deixam de ter um bom potencial. Um deles é quando em uma igreja os irmãos têm o segundo tenor, o barítono, o baixo e não têm o primeiro tenor. Têm um kit de ensaios como o "Louvemos o Rei" ou têm partituras para quarteto masculino, "morrem" de vontade de ensaiar e cantar, mas o primeiro tenor, não tem jeito; não conseguem um nem "procurando com lanterna de dia".

Estão "morrendo" de vontade à toa! Vocês sabiam que se colocarem uma mulher que cante segundo contralto no lugar do primeiro tenor o resultado pode ser até melhor? Vocês não imaginam quantas vezes já aconteceu de a esposa de um dos três interessados em formar um quarteto ser justamente a pessoa que solucionou o problema!

O ideal seria se a irmã chamada para cantar conseguisse alcançar no grave até a nota ré ou dó. Em casos assim daria para cantar quase todos os hinos que a maioria dos quartetos masculinos canta. Não é todo dia que se encontra uma mulher que alcance um dó na nota grave (embora, às vezes, seja mais fácil do que achar um primeiro tenor que cante um si agudo), mas não é difícil encontrar uma que alcance o mi, e já dá para cantar muitos hinos. Vocês já perceberam que um bom primeiro tenor tem que cantar tão "fino" quanto uma mulher, e que os melhores primeiros tenores conseguem misturar o som da própria voz com a de uma mulher quando cantam juntos? Entenderam a idéia?

Vou lhes contar um segredo: se vocês reunirem 4 baixos, 3 barítonos, 3 segundos tenores e 3 segundos contraltos, vão conseguir um conjunto tão bonito que vai superar muitos CDs de quartetos que estão espalhados por aí, podem acreditar!! E isto não é recurso para quem não tem coisa melhor para fazer, não. Um conjunto formado da maneira mencionada tem 300% de chance a mais de ficar bonito do que um quarteto masculino formado por 4 homens. Se duvidam, experimentem!

Nem todos os hinos se encaixam em uma formação assim, mas, com um pouco de imaginação podem ser feitas algumas pequenas adaptações de forma que dê para cantar quase de tudo (de tudo o que é bom, é claro). O tempo e o talento é que vão determinar o limite.

Uma outra coisa: Algumas igrejas não têm muitos recursos vocais mas ficariam muito felizes se tivessem um grupo musical ainda que bem simples. Não têm sopranos que alcancem muito agudo, não dispõem de nenhum baixo e não vêm nenhuma chance de terem um grupo musical, ainda que bem simples, mas formado com bom gosto e bem ensaiado.

Vocês já pensaram que poderia ser formado um grupo misto numa igreja dessas apenas com contraltos, tenores e barítonos? Não é muito sofisticado, mas pode produzir uma boa harmonia quando bem ensaiado. O contralto cantaria a voz do primeiro tenor no kit para quarteto, o segundo tenor a voz com o mesmo nome e o barítono a sua correspondente. Não se usaria num caso destes um kit para coral, pois não haveriam sopranos que alcançassem muito agudo, por isso o uso do kit para quartetos. E de mais a mais, se não houverem baixos, a opção do kit para quarteto pode ser mais simples de "fechar" harmonia em vozes médias, como se fosse um trio. Apenas arrematando: esta formação serve para um pequeno conjunto ou para apenas três pessoas, ou seja um trio simples.

Pequenos "jeitinhos" assim, quando bem aproveitados, podem colocar música em muitas programações nas quais o máximo que se conseguiria seria um solo. Se vocês estão num lugar onde algo assim acontece, o que vocês têm a perder? Tentem!

É verdade que alguns músicos não aprovam muito algumas das idéias que demos acima, achando que não são o melhor caminho; mas a experiência de vida de muitos outros que fizeram de tudo para ajudar muitas pequenas igrejas a crescerem provou que algumas idéias "bobas", podem fazer muita diferença em termos de benefícios para muitas pessoas. E não nos esqueçamos de que, "pelo contrário, DEUS escolheu as coisas loucas do mundo para confundir os sábios; e DEUS escolheu as coisas fracas do mundo para confundir as fortes". I Coríntios 1:27. Já fui testemunha pessoal de muitas coisas boas feitas com poucos recursos. Alguém disse, certa vez, que: "não é o que se tem o que conta, mas o que se faz com o que se tem, isto é que conta". Cabe a vocês descobrirem se isto é verdade.

Se vocês formarem um grupo assim e precisarem de umas dicas de como obter um melhor resultado dos nossos kits de ensaios e como selecionar as músicas para um melhor aproveitamento, envie-nos um e-mail, e faremos o possível para ajudar, trocando mais algumas idéias.