Está Perto o Fim do Tempo da Graça?

Este é um pequeno trecho extraído ou preparado com base em uma palestras da série "Música, Bênção ou Maldição?".
Para informações adicionais clique aqui

Os eventos finais são um assunto muito sério; se queremos estar preparados não podemos perder tempo adiando nossas decisões. DEUS está tão interessado em que estejamos apercebidos que deixou inúmeros sinais da aproximação do fim de todas as coisas.

Um sinal que merece especial atenção é o que indica a proximidade da terminação do tempo da graça. Alguém poderia ficar espantado com a afirmação de que existe um sinal indicativo da proximidade do fechamento da porta da graça, mas tal sinal existe, e está no livro Mensagens Escolhidas Volume 2, págs. 36 e 37. Isso foi revelado a Ellen White quando ocorreram certos fatos em Indiana, nos Estados Unidos, que coincidiam com o que aconteceria precisamente antes do fim do tempo da graça. Vejamos o texto: "As coisas que descrevestes como ocorrendo em Indiana, o SENHOR revelou-me que haviam de ocorrer imediatamente antes da terminação da graça. Demonstrar-se-á tudo quanto é estranho. Haverá gritos com tambores, música e dança. Os sentidos dos seres racionais ficarão tão confundidos que não se pode confiar neles quanto a decisões retas. E isto será chamado operação do ESPÍRITO SANTO." Mensagens Escolhidas Volume 2, pág. 36.

Incrível, não é? Quem poderia imaginar que a música na igreja seria o sinal de que a porta da graça estaria para se fechar?! Vejamos novamente os pontos principais: "As coisas que descrevestes como ocorrendo em Indiana, o SENHOR revelou-me que haviam de ocorrer imediatamente antes da terminação da graça." Observem: "imediatamente antes da terminação da graça." "Haverá gritos com tambores, música e dança." "E isto será chamado operação do ESPÍRITO SANTO." Eu pergunto: isso não parece familiar? Você nunca viu nada parecido na igreja? Música com tambores e em ritmo de dança dentro da igreja enquanto muitos dizem que isso é obra do ESPÍRITO SANTO?!

Quando ouvimos que "isto será chamado operação do ESPÍRITO SANTO", somos levados a lembrar de outro texto que prevê a tentativa do inimigo de atrapalhar o derramamento da chuva serôdia ao criar uma imitação dela antes que a autêntica venha. Falando a este respeito Ellen White escreveu o seguinte: "O inimigo das almas deseja estorvar esta obra; e antes que chegue o tempo para tal movimento, esforçar-se-á para impedi-la, introduzindo uma contrafação. Nas igrejas que puder colocar sob seu poder sedutor, fará parecer que a bênção especial de DEUS foi derramada; manifestar-se-á o que será considerado como grande interesse religioso. Multidões exultarão de que DEUS esteja operando maravilhosamente por elas, quando a obra é de outro espírito. Sob o disfarce religioso, Satanás procurará estender sua influência sobre o mundo cristão.... Há um excitamento emotivo, mistura do verdadeiro com o falso, muito apropriado para transviar." O Grande Conflito pág. 464.

O texto que acabamos de citar se aplica mais especificamente ao mundo religioso em geral, mas não podemos nos considerar fora de perigo, especialmente quando lemos textos como este, falando a respeito da música na nossa igreja nos últimos dias: "Uma balbúrdia de barulho choca os sentidos e perverte aquilo que, se devidamente dirigido, seria uma bênção. As forças das instrumentalidades satânicas misturam-se com o alarido e barulho, para ter um carnaval, e isto é chamado de operação do ESPÍRITO SANTO." Mensagens Escolhidas Vol. 2 Pág. 36.

O comentário da pena inspirada prossegue: "O ESPÍRITO SANTO nunca Se revela por tais métodos, em tal balbúrdia de ruído. Isso é uma invenção de Satanás para encobrir seus engenhosos métodos para anular o efeito da pura, sincera, elevadora, enobrecedora e santificante verdade para este tempo." Mensagens Escolhidas Volume 2, pág. 36. Não há dúvidas: A música dançante ao som de tambores encontrada em nossas reuniões "é uma invenção de Satanás... para anular o efeito da...verdade para este tempo." Que verdade? A verdade que produziria o despertamento, que levaria a igreja a tomar posição e receber a chuva serôdia. Indiretamente, Satanás está usando a música para tentar impedir a igreja de receber a chuva serôdia.

É incrível, mas, a confusão existente hoje em nosso meio e que leva milhares e milhares de pessoas a ficarem sem saber o que é certo e o que é errado, que música devemos usar e que tipo não, quais instrumentos musicais são adequados e quais não são, apesar de texto tão claros como os que estamos vendo, também foi predita na mensagem. Você já viu o texto: "Os sentidos dos seres racionais ficarão tão confundidos que não se pode confiar neles quanto a decisões retas. E isto será chamado operação do ESPÍRITO SANTO." Mensagens Escolhidas Vol. 2, págs. 36. Em outras palavras, as pessoas ficariam tão confusas que não saberiam o que é certo e o que é errado. Muitos hoje são dirigidos pelo "achômetro": eu "acho" que está certo. E a orientação divina, para onde vai?

A forma pervertida como os instrumentos musicais estão sendo usados hoje foi mostrada a Ellen White já no ano 1900. Ao contemplar tais cenas ela foi levada a dizer: "E melhor nunca ter o culto do SENHOR misturado com música do que usar instrumentos músicos para fazer a obra que, foi-me apresentado em janeiro último, seria introduzida em nossas reuniões... Mensagens Escolhidas Vol. 2, pág. 36.

Qual é a desculpa que damos ao usarmos esse tipo de música e instrumentos impróprios? Dizemos que isso é necessário para a pregação do evangelho, para alcançar os de fora que não estão acostumados com outro tipo de música. Não é isso que dizemos? Vejam o que Ellen White escreveu a esse respeito: "A verdade para este tempo não necessita nada dessa espécie em sua obra de converter almas." Mensagens Escolhidas Vol. 2, pág. 36.

Essas músicas são encontradas até em reuniões de reavivamento espiritual, mas, em vez de ajudar, isso só atrapalha. Vejam o que está escrito a esse respeito: "Os que participam do suposto reavivamento recebem impressões que os levam ao sabor do vento... Nenhuma animação deve ser dada a tal espécie de culto." Mensagens Escolhidas Vol. 2, pág. 37.